A procura da emoção real e da imagem perfeita.



Um dos maiores desafios que eu tenho nos ensaios de noivos é fazer uma direção adequada para cada gosto e personalidade. Ganhar a confiança, fazer com que meus clientes se sintam à vontade e se comportem da maneira mais natural possível é sempre um desafio. Não é tarefa fácil. Recentemente, li e gostei de uma declaração da fotógrafa Susan Sontag sobre o comportamento e expectativa do fotografado durante uma sessão de fotos, que é a seguinte: “Muitas pessoas ficam ansiosas quando estão prestes a ser fotografadas porque temem a reprovação da câmera. As pessoas querem a imagem ideal, fotos que exibam o melhor de si, sentem-se repreendidas quando a câmera não lhes devolve uma imagem de si mesmas como mais atraentes do que realmente são”.
No primeiro encontro que tenho com o casal eu procuro conhecer os seus gostos,faço sugestões de figurinos e locações e mostro minhas fotos e álbuns como referências para que se estabeleça uma identificação com o que é mostrado. Durante a conversa vou anotando as idéias que vão surgindo, é muito importante perguntar ao casal o que eles não gostariam que fosse feito durante a sessão de fotos, saber o nível de brincadeiras e intimidades permitidas é essencial para que constrangimentos não ocorram entre o fotógrafo e casal, sugerir um clima mais sensual para determinados casais pode ser um desastre. Fatores como o temperamento, humor e religião devem ser analisados para se traçar uma maneira agradável de se conduzir um ensaio. Algumas dessas regras podem ser quebradas durante o ensaio quando se percebe uma descontração e contentamento do noivos. Fotografo ensaios há 10 anos e sempre aprendo em cada trabalho que faço e creio que sinergia, comunicação e planejamento sejam as os fatores que mais contribuem para a realização de fotos que satisfaçam as minhas expectativas e as dos meus clientes.

 

 

Compartilhe 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *